Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reino Maravilhoso

O factor Humano

28.04.18 | Fer.Ribeiro

1600-cab-mcunha-pite

 

As palavras da liberdade

 

Às vezes o narrador conta uma história, outras vezes é a história que conduz o narrador, amparando-o subtilmente por um caminho, mas deixando-lhe a falsa sensação de que é ele, o narrador, quem tem o mapa e como tal decide.

 

Mais raramente a história conta o narrador, expondo-o, umas vezes carinhosamente, outras de forma impiedosa.

 

Só quando o narrador se passeia pela história, rasgando novos caminhos ou perdendo-se em antigas veredas, desfrutando do que até aí lhe era desconhecido, se constrói então uma dádiva para todos, narrador, narrados e leitores. Uma dádiva para sempre, liberta nas palavras, símbolos da liberdade.

 

Manuel Cunha (pité)